dica

Segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), o motorista que atingir 20 pontos na carteira de motorista no período de um ano terá sua licença temporariamente suspensa. Para não correr o risco de ficar sem habilitação, entenda como funciona o sistema de contagem de pontos do nosso Código de Trânsito.

Para começar, vale ressaltar que o CTB separa as infrações de trânsito em quatro categorias: leve, média, grave e gravíssima.

– Leve: custa 3 pontos na carteira e multa. Alguns exemplos dessa infração são: luz alta em vias com iluminação pública; buzina prolongada e sucessivamente entre 22h e 6h; ultrapassagem, sem autorização, de veículo em movimento que integre cortejo ou desfile; não portar os documentos exigidos pelo Código de Trânsito Brasileiro.

– Média: resulta em 4 pontos e multa. Portar no veículo placas de identificação diferentes das especificadas pelo CONTRAN; dirigir com fones de ouvido conectados a aparelho de som ou falando ao telefone celular; parar na via por falta de combustível e dirigir o veículo com o braço do lado de fora são exemplos de infrações médias.

– Grave: 5 pontos e multa para quem comete infrações como não usar cinto de segurança; ultrapassar outro veículo pelo acostamento; deixar de fazer o registro de transferência do veículo no prazo de 30 dias e estacionar em fila dupla.

– Gravíssima: além dos 7 pontos e multa, em alguns casos cabe a retenção do veículo, suspensão do direito de dirigir e até mesmo detenção de seis meses a três anos. Dirigir sobre influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência; levar crianças menores de 10 anos no banco da frente; avançar sinal vermelho; bloquear a via com veículo e não utilizar capacete são algumas dessas infrações.

Para realizar a suspensão de uma carteira, o CTB leva em conta o período de um ano, que começa no momento em que a primeira infração é flagrada – depois de um ano, essa infração caduca. A suspensão do direito de dirigir pode variar de um mês até um ano, e o motorista precisa passar ainda por um curso de reeducação no trânsito.